Geral
Tragédia em supermercado: polícia abre inquérito para investigar desabamento
Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

Tragédia em supermercado: polícia abre inquérito para investigar desabamento

A suspeita é que a laje não tenha suportado o peso das caixas d’ água fixadas sobre a estrutura.

Rafael Nascimento - segunda-feira, 25 de março de 2024 - 10:33

A Polícia Civil abriu um inquérito policial para investigar o desabamento do teto de um supermercado em Pontal do Paraná, no Litoral do Estado. A tragédia ocorreu na noite da última sexta-feira (22) e deixou três trabalhadoras mortas e 12 feridos.

Durante o final de semana, uma equipe da delegacia de Pontal do Paraná esteve no local, localizado no Balneário Canoas, e solicitou a planta do supermercado para análise técnica. Os empresários responsáveis pelo empreendimento e demais envolvidos serão ouvidos nos próximos dias.

O gravíssimo acidente ocorreu no dia de inauguração do supermercado ao público, que estava cheio de clientes no momento em que a laje desabou.

A suspeita é que a laje não tenha suportado o peso de seis caixas d’ água fixadas sobre a estrutura.

Hoje (25), o local passará por uma vistoria do CREA-PR (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná). Em nota enviada à rádio BandNews Curitiba, o órgão informou que havia fiscalizado o mercado em novembro do ano passado, como parte das ações de rotina do Conselho. Na ocasião, o CREA identificou uma irregularidade na estrutura de concreto pré-fabricado. O proprietário foi notificado e a situação estava pendente de regularização.

O Super Rede, responsável pela loja onde ocorreu a tragédia, afirmou que presta toda a assistência e estrutura aos familiares das vítimas e que colabora com as autoridades. O supermercado disse, ainda, que contratou peritos particular para realizar uma análise da laje e apurar o que motivou o colapso da estrutura.

Laje do supermercado, recém-inaugurado, colapsou no dia da inauguração

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a estrutura do supermercado contava com três pavimentos, com uma laje de cerca de 15 cm, em concreto armado. O estabelecimento contava com grande capacidade de armazenamento de água, sendo três caixas d’água de dez mil litros e outras três com 15 mil litros.

A queda da laje atingiu a área de panificação e do estoque do supermercado. Funcionários e clientes foram atingidos.

Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

A operação de resgate às vítimas durou 17 horas, e contou com dezenas de profissionais do Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e das polícias Civil, Militar e Científica.

Uma equipe do GOST (Grupamento de Operações e Socorro Tático) se deslocou de Curitiba para auxiliar nos trabalhos, com cães farejadores.

Três funcionárias do supermercado perderam a vida no gravíssimo acidente: Rayssa Batista Santos de 18 anos, Camille Vitória de Souza também com 18, e Pryscilla Maris Farro de 36 anos. As vítimas trabalhavam na área da padaria e foram sepultadas neste domingo (24).

Compartilhe