A iniciativa se soma à força-tarefa do Estado para combater o rápido avanço da doença; Paraná beira 100 mil casos confirmados.

O Paraná ocupa o quarto lugar entre os estados com maior incidência da doença.

Com as novas confirmações, o Estado soma 385 casos positivos no novo período sazonal da doença, segundo a Secretaria da Saúde.

Praticamente todas as regiões paranaenses registraram casos confirmados de dengue, conforme o boletim epidemiológico divulgado pela Sesa.

A zika é transmitida pelo mesmo vetor da dengue e a chikungunya, por meio da picada do mosquito Aedes aegypti.

O informe semanal da dengue aponta que 360 dos 399 municípios paranaenses já registraram casos da doença; sete novas mortes também foram confirmadas, incluindo uma criança de apenas um mês.

A ação emergencial foi confirmada pelo Ministério da Saúde; 773 novos casos e uma morte em decorrência da dengue foram confirmados na última semana no estado.

No ano passado, o Brasil registrou mais de mil mortes por complicações da dengue no país; o imunizante é indicado para a população entre 4 e 60 anos.

O Estado segue em alerta com o avanço da dengue e da chikungunya; dos 399 municípios paranaenses, 230 já registraram casos de dengue.

O Paraná acumula 37.099 notificações de casos suspeitos de dengue no atual ciclo sazonal, em 225 municípios, e três mortes pela doença.