moro julgamento tre paraná

TRE/PR ainda tem uma definição a fazer para o julgamento.

Moro

Processos pedem a cassação e a inelegibilidade de Moro por suposto abuso de poder econômico durante a campanha que elegeu o senador.

As ações foram anuladas após a decisão que considerou o ex-juiz Sergio Moro, que atuava na Lava Jato, parcial.

O ex-procurador e o ex-juiz que atuaram na Lava Jato têm cinco dias para apresentar suas defesas de suposto abuso de poder econômico em campanhas eleitorais.

A articulação solicita a cassação do mandato do ex-juiz e a quebra de seu sigilo fiscal e bancário por gastos realizados durante a pré-campanha deste ano.

Ação do PT alega que o ex-juiz não tem seis meses de domicílio eleitoral no Paraná e, por isso, não poderia registrar candidatura pelo estado.

Moro tem seu reduto de apoiadores concentrado no Paraná, onde fez carreira com a Lava Jato. Mesmo assim, tentou mudar seu endereço eleitoral para São Paulo.

Na ação, os parlamentares do PT afirmam que Moro "manipulou a maior empresa brasileira, a Petrobras, como mero instrumento útil ao acobertamento dos seus interesses pessoais".

Moro virou réu em uma ação em que deputados do PT pedem que ele seja condenado a ressarcir os cofres públicos por prejuízos causados à Petrobras e à economia brasileira por sua atuação na Lava Jato.