adapar, agência de defesa agropecuária do paraná, consumo, tendêcia, proteína animal

Também foi colocado em debate o fortalecimento da competitividade das cooperativas

A exigência é obrigatória a todos os produtores rurais com animais de produção de qualquer espécie sob sua guarda e termina nesta sexta-feira (30).

Maior produtor de carne de frango do país, o Paraná está em alerta máximo na prevenção da doença nas granjas do estado.

O Paraná é o segundo maior produtor brasileiro de milho; a cigarrinha do milho é o vetor da doença conhecida como enfezamento do milho, que tem potencial de causar grandes prejuízos.

O índice de atualização neste ano foi de aproximadamente 83,6%, dentro do esperado, conforme a Adapar, e o equivalente a 155.789 propriedades rurais.

A utilização de drones tem se mostrado uma ferramenta muito mais ágil para levantamento de áreas com maior fragilidade e passíveis de ocorrências de danos.

Os números mais recentes mostram que apenas 58,4% das propriedades rurais tiveram seus rebanhos atualizados, conforme a Adapar.

Fiscalização apontou índices irregulares de contaminação em 26% das amostras coletadas nas áreas produtoras de feijão no estado.

A atualização é obrigatória para todos os produtores rurais com animais de produção de qualquer espécie sob sua guarda.