aeroporto de MaringáFoto: Divulgação/Prefeitura Municipal de Maringá

Companhia aérea duplica oferta de assentos ao Aeroporto de Maringá

Os investimentos recentes no aeroporto no Norte do Estado foram determinantes para a ampliação da operação.

A companhia aérea Azul anunciou a duplicação dos assentos para voos com destino ou que partem do Aeroporto de Maringá, na região Norte do Estado. A medida é “respaldada pelos investimentos contínuos da equipe de infraestrutura aeroportuária” na cidade, informou a empresa, por meio de comunicado.

Conforme a Azul, haverá a oferta adicional de 10 mil novos assentos por mês para voos com origem da cidade ou destino para Maringá, via Aeroporto de Viracopos (Campinas). Outra medida adotada pela companhia aérea é a substituição das aeronaves ATR por jatos Embraer.

A ampliação da oferta de assentos foi negociada pela administração do Aeroporto de Maringá. Além dos investimentos da Azul com foco no mercado de Viracopos, o município também passará a ter voos diários e diretos para Congonhas de duas companhias aéreas. A partir de 31 de março, o Aeroporto ganhará um novo voo diário e direto para Congonhas (SP), por meio da Voepass Linhas Aéreas, parceira da Latam Airlines. No ano passado, a Gol Linhas Aéreas também retomou os voos diretos e diários para Congonhas.

Investimentos no Aeroporto de Maringá

Conforme a Azul, os investimentos recentes no Aeroporto de Maringá foram determinantes para a ampliação da operação na cidade paranaense. Entre eles, a instalação de sistemas que permitem pousos em situações de baixa visibilidade, como nevoeiros fortes.

Haverá aumento de 49% na oferta de assentos já neste mês de fevereiro, chegando a 100% a partir de abril, ainda conforme a companhia aérea.

“A ampliação da oferta de assentos pela Azul é mais um grande diferencial para a nossa cidade e região. Além disso, é uma resposta da companhia aos investimentos realizados no Aeroporto nos últimos anos”, afirmou o superintendente do Aeroporto, Fernando Rezende.

No ano passado, o aeroporto registrou fluxo de 681.241 passageiros, entre embarques e desembarques, o que representou aumento de 21%. O local também bateu recorde em receitas, com mais de R$ 26,7 milhões no acumulado do ano.