Os investigados são suspeitos de comercializar substâncias ilícitas em festas, conforme a polícia.

As investigações apontaram que o esquema criminoso contava com o apoio de motoristas.