A iniciativa propõe o treinamento da comunidade escolar para identificar ameaças e agir em caso de ataques violentos.

Baleado na cabeça no Colégio Estadual Helena Kolody, o jovem chegou a ser socorrido em estado gravíssimo, mas não resistiu aos ferimentos.

O homem, de 21 anos, foi encontrado morto em uma cela na Casa de Custódia de Londrina; a causa da morte não foi informada.

O tema sensível, e que levanta extrema preocupação de pais e toda a sociedade, ganhou celeridade em ações efetivas de combate após a tragédia registrada em Cambé.

A jovem Karoline foi baleada no pátio do Colégio Estadual Professora Helena Kolody e morreu no local. A estudante não teve qualquer chance de defesa.

O jovem havia sido baleado na cabeça e estava internado em estado gravíssimo no Hospital Universitário de Londrina, mas não resistiu aos ferimentos.

O Ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, afirmou que o ataque ocorreu no local mais “sagrado para a infância”, uma escola.

De acordo com informações preliminares, o ataque teria sido cometido por um ex-aluno; uma aluna morreu e outro estudante ficou ferido.

O suspeito é aluno do 8º ano do ensino fundamental e foi apreendido pela polícia; Ainda não se sabe o motivo do ataque, nem o estado de saúde dos feridos.