Vereadores de Curitiba debatem a violência nas escolas

O tema sensível, e que levanta extrema preocupação de pais e toda a sociedade, ganhou celeridade em ações efetivas de combate após a tragédia registrada em Cambé.

Os vereadores de Curitiba discutem, nesta quarta-feira (21) o problema da violência nas escolas. O tema sensível, e que levanta extrema preocupação de pais e toda a sociedade, ganhou celeridade em ações efetivas de combate após mais um caso de atentado, registrado no início da semana em uma escola estadual de Cambé, no Norte do Paraná. A tragédia vitimou dois alunos.

A audiência pública na Câmara Municipal de Curitiba ocorre a partir das 9h, e terá transmissão nas redes sociais da CMC.

A Tribuna Livre da Câmara vai receber a promotora de Justiça Beatriz Spindler de Oliveira Leite, do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça da Criança, do Adolescente e da Educação, do Ministério Público do Paraná (MPPR). Ela vai falar sobre “A Fenomenologia da Violência Contra a Comunidade Escolar”. A proposição é do parlamentar Sidnei Toaldo (Patriota).

O tema proposto, infelizmente, voltou aos noticiários. Precisamos debater e somar todos os esforços para impedir que atos criminosos e terroristas voltem a acontecer”, afirma o vereador.

O ataque a tiros na escola estadual de Cambé, na segunda-feira (19), foi o terceiro atentado com mortes em instituições de ensino registrados no país neste ano.

Nos últimos meses, outras tragédias no ambiente escolar ocorreram em São Paulo (SP), onde um adolescente de 13 anos assassinou uma professora, e em uma creche de Blumenau (SC), onde quatro crianças foram mortas.

Diante do aumento de casos, a Câmara de Curitiba criou no fim de abril a Frente Parlamentar de Acompanhamento da Infraestrutura e da Segurança das Escolas Municipais

O grupo reúne 16 vereadores da Capital e tem como objetivo visitar escolas municipais, Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis) e Centros Municipais de Atendimento Educacional Especializado (CMMAEs), para fiscalizar as condições de cada equipamento público.