bolsa de valores brasil(Foto: Cris/Dragonfly Press/Folhapress)

Grupo árabe deve abrir nova Bolsa de Valores no Brasil

A nova bolsa de valores brasileira comece a operar no segundo semestre de 2025.

A Mubadala Capital, subsidiária do fundo dos Emirados Árabes Unidos, está se preparando para abrir uma nova bolsa de valores no Brasil. A sede será no Rio de Janeiro, concorrendo com a tradicional B3, que fica em São Paulo.

A expectativa é que a nova bolsa de valores brasileira comece a operar no segundo semestre de 2025.

O presidente deverá Claudio Pracownik, ex-Ágora e ex-Genial Investimentos, contratado pela Mubadala Capital para atuar como novo diretor-executivo da ATG (Americas Trading Group), adquirida em fevereiro do ano passado.

A Mubadala Capital se denomina “um investidor ativo e inovador que aloca capital em uma variedade de ativos, setores e regiões para o benefício dos Emirados Árabes Unidos”. Ou seja, a Mubadala Capital atua como uma subsidiária do fundo emiradense.

Além disso, de acordo com a coluna de Lauro Jardim, do jornal O Globo, foi contratada uma empresa para dar o nome à nova bolsa de valores brasileira.

BOLSA DE VALORES B3

Criada em março de 2017 após a fusão da BM&FBOVESPA, a principal bolsa de valores brasileira fornece estrutura para negociações e liquidações de ativos.

Foi na B3, por exemplo, que o governo do Paraná realizou os leilões dos primeiros lotes das concessões de rodovias e a venda da Copel.