aulas escolas MaringáFoto: Rafael Macri/PMM

Aulas começam nesta quarta (7) nas escolas municipais de Maringá

A cidade no Norte do Estado conta com 117 unidades de ensino e mais de 40 mil alunos.

As aulas nas escolas municipais de Maringá, na região Norte do Estado, começaram na manhã desta quarta-feira (7). A cidade conta com 117 unidades de ensino e mais de 40 mil alunos, de acordo com dados da prefeitura.

Os estudantes iniciaram o ano letivo nas escolas e Cmeis (Centros Municipais de Educação Infantil) com a entrega de novos kits de materiais escolares e uniformes.

O prefeito Ulisses Maia e o vice-prefeito Edson Scabora acompanharam o início do ano na Escola Municipal Campos Salles, no Parque Residencial Aeroporto, e recepcionaram os alunos.

“É uma alegria enorme acompanhar o primeiro dia de aula, que representa o início de novas oportunidades para que todos os alunos possam aprender e crescer juntos. A educação municipal de Maringá foi transformada nos últimos anos e se consolida como uma das melhores do Brasil”, disse o prefeito.

Conforme a prefeitura, os materiais escolares e uniformes já começaram a ser entregues antes do início das aulas em algumas unidades. Todos os alunos da rede municipal matriculados a partir do infantil 1, incluindo os estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA), recebem os itens.

Para este ano, foram adquiridos cerca de 353 mil peças de uniforme, com investimento de R$ 11,2 milhões, e 40 mil kits escolares, com investimento de R$ 11 milhões. Os recursos investidos para os uniformes são de fonte livre do município, ou seja, fora do orçamento previsto para a educação.

De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, a cobertura do ensino integral foi ampliada para 75% das escolas municipais de Maringá neste ano. Com isso, o número de vagas no ensino integral foi ampliado e a modalidade de ensino passou a ser ofertada em 40 das 53 escolas municipais.

A cidade também ultrapassou a meta 6 do Plano Nacional de Educação, que estabelece que pelo menos 50% das escolas ofereçam a educação integral até 2024.