Esse foi o primeiro contato entre o presidente e o líder ucraniano; na ligação, Lula voltou a mostrar disposição em intermediar negociações em busca da paz.

Biden disse que Washington ficará ao lado da Ucrânia o tempo que for necessário e que sanções adicionais serão anunciadas esta semana contra a elite russa.

Ao menos 15 pessoas morreram; o governo do país invadido pela Rússia em fevereiro do ano passado não descarta sabotagem no helicóptero.

O "espírito da Ucrânia" também recebeu as honras, um aceno à resiliência do país invadido pela Rússia na guerra que já dura quase dez meses.


Anexação deverá ser realizada após referendos promovidos pela Rússia na Ucrânia; juntas, as áreas representam cerca de 15% do território ucraniano.

"Eu não apoio a posição dele de neutralidade. Eu não acredito que alguém possa se manter neutro quando há uma guerra no mundo", disparou o presidente ucraniano.

Crise mundial instalada pelo conflito entre Rússia e Ucrânia está distante de ter uma solução, após 100 dias de intensos ataques.

Desde que tropas da Rússia deixaram Kiev e cidades dos arredores, há cerca de duas semanas, mais de 900 corpos de civis foram encontrados na região.

Johnson é o primeiro chefe de Estado ou governo de potências do G7 que viajou a Kiev desde o início da guerra promovida pela Rússia.

Bombardeio ocorreu enquanto milhares de pessoas aguardavam um trem para deixar a região de Kramatorsk, no leste da Ucrânia