O Paraná é o segundo estado da região Sul em número de famílias beneficiárias do programa de transferência de renda.

Os beneficiários do programa de transferência de renda nos 399 municípios do Estado vão receber, em média, R$ 678,60.

No caso das camadas mais pobres, o avanço da renda ficou mais associado a fatores como o pagamento de benefícios sociais, como o Bolsa Família.

A parcela de R$ 600 com o adicional de R$ 150 a famílias com crianças de até 6 anos era uma das promessas de campanha do presidente Lula.

O programa social prevê o pagamento mínimo de R$ 600 por família, mais R$ 150 por criança de até 6 anos, promessas de campanha do presidente Lula.

Conforme o Governo, há pessoas com renda elevada, de aproximadamente nove salários mínimos, que recebem o benefício, destinado a famílias de baixa renda.

O programa social que estava com o nome de Auxílio Brasil no governo anterior, volta a ser chamado de Bolsa Família; 21,9 milhões de famílias serão beneficiadas.

"Tem gente ilegalmente dentro e tem quem tem direito está fora", afirmou o novo ministro de Desenvolvimento Social.

Houve um forte crescimento na quantidade de famílias compostas por apenas um integrante - chamadas de unipessoais - incluídas pelo programa social.

Medida visa a manutenção do valor de R$ 600 para o programa Bolsa Família, além de instituir um valor adicional de R$ 150 por criança menor de 6 anos de cada beneficiário.