O motorista do veículo foi preso em flagrante, e confessou aos policiais ter carregado os tabletes de cocaína no Paraguai.

A carga milionária da droga estava oculta em um compartimento falso, e foi localizada com o auxílio de um cão farejador.

A carga milionária de drogas era transportada em uma Fiat Fiorino; o motorista e um passageiro foram presos em flagrante.

A droga estava oculta em um compartimento falso criado no teto do veículo de transporte de passageiros, conforme o órgão.

A droga, avaliada em R$ 31 milhões, foi localizada em um fundo falso de uma carreta durante uma ação de fiscalização na BR-376.

A apreensão aconteceu após a PM monitorar veículos na região de acesso ao pátio de triagem do Porto de Paranaguá.

A droga estava escondida em um compartimento do motor refrigerado de um contêiner, vindo do Japão, e foi localizada em uma inspeção.

A aeronave suspeita não tinha plano de voo e entrou no espaço aéreo do Brasil pela fronteira do Mato Grosso do Sul.

Esta foi a terceira apreensão de cocaína pela aduana no Porto de Paranaguá em 2022, somando 119,5 kg.

No ano passado, o órgão impediu o tráfico de 4,39 toneladas de cocaína em 23 operações realizadas no complexo portuário de Paranaguá.