(Foto: Vinícius Eduardo/Divulgação Operário)

Weintraub rasga elogios ao secretário de Educação Superior do MEC que pediu demissão

Abraham Weintraub confirmou a demissão do secretário de Educação Superior do MEC (Ministério da Educação), Arnaldo Barbo..

Abraham Weintraub confirmou a demissão do secretário de Educação Superior do MEC (Ministério da Educação), Arnaldo Barbosa de Lima Junior, na manhã desta sexta-feira (31). Contudo, segundo ele, Lima ficará no cargo durante as próximas semanas até o projeto “Future-se”, encabeçado pelo secretário, ser enviado ao Congresso para aprovação.

“Conheci o Arnaldo há mais de um ano. Uma das pessoas mais brilhantes, dedicadas e visionárias que já tive contato. Seu trabalho no MEC certamente foi crucial. Desejo toda sorte do mundo! Fique com Deus, meu caro”, escreveu Weintraub em seu Twitter.

Arnaldo Lima foi um dos líderes do “Future-se”, plano de reestruturação do financiamento do ensino público. O programa foi anunciado em julho, mas o texto será encaminhado ao Congresso nas próximas semanas, onde precisa ser aprovado.

Entre as medidas do projeto, as universidades terão uma gestão com o apoio de organizações sociais. Nesse contexto, as reitorias teriam novas fontes de recursos, como fundos de investimento com dinheiro público e privado, mas teriam que ceder ‘naming rights’ dos edifícios e campus para empresas privadas.

DEMISSÃO DE SECRETÁRIO

O desligamento de Arnaldo Lima foi divulgado pelo jornal “O Estado de S. Paulo” nesta quinta-feira (30). Em uma carta divulgada, ele alegou “questões pessoais” e manifestou vontade de “abraçar um novo propósito profissional”.

Ele é servidor de carreira do antigo Ministério do Planejamento – atual Ministério da Economia – e deve voltar ao cargo. Ainda não há definição para seu substituto, mas o nome deve ser definido na próxima semana.

Antes, o MEC também havia soltado uma nota agradecendo pelos serviços prestados. “O MEC agradece o trabalho de Arnaldo Lima, o qual engrandeceu a gestão da educação brasileira, e deseja sucesso em seus projetos pessoais”, diz trecho do comunicado.

A Secretaria de Educação Superior é responsável por coordenar as políticas públicas ligadas ao ensino nas universidades públicas e privadas. Aspectos como financiamento, acesso e permanência dos alunos em cursos superiores e carreira dos professores universitários estão sob responsabilidade da pasta.