treinador Cuca AthleticoFoto: Reprodução

Athletico acerta com Cuca; contratação gera polêmica entre a torcida

Recentemente, o treinador teve a sentença anulada pela Justiça suíça, após a prescrição do crime de estupro.

O Athletico anunciou Alexi Stival, o Cuca, como seu novo técnico. A informação foi apurada pelo jornalista Pedro Melo, do Paraná Portal, e confirmada na manhã desta segunda-feira (4) pelo clube, em suas redes sociais.

“Cuca é o nosso novo técnico para a sequência da temporada 2024. O treinador inicia os trabalhos no CAT Caju nesta terça-feira, data de reapresentação do elenco rubro-negro. Os auxiliares técnicos Cuquinha e Daniel Cerqueira também vão compor a nova comissão técnica athleticana, ao lado dos profissionais que fazem parte do staff permanente”, disse o Furacão.

A contratação de Cuca ocorre um dia após a demissão de Juan Carlos Osorio. Contratado com status de comandante do Furacão no ano de seu centenário, o colombiano deixou o clube após onze jogos e uma única derrota.

O acordo entre Cuca e Athletico é até o fim da temporada 2024.

O treinador curitibano já acumulou passagens pelo Coritiba e Paraná Clube, mas vai trabalhar pela primeira vez no Furacão.

Cuca foi contratado pelo Corinthians em 2023, mas ficou apenas dois jogos no comando do time paulista, em meio a uma sentença por estupro na Justiça suíça.

Recentemente, o treinador teve a sentença anulada pelo Tribunal de Berna, após a prescrição do crime. Em 1987, quando ainda era jogador, Cuca teria mantido relações sexuais com uma menor de idade durante uma excursão do Grêmio ao país europeu.

Chegada de Cuca ao Furacão gera polêmica

Ainda quando o nome de Cuca começou a ser ventilado como possível novo treinador do Athletico, vários torcedores se manifestaram nas redes sociais, entre opiniões favoráveis e contrárias à contratação.

“‘Em nome dos meu princípios não apoio Cuca no Athletico, mas vou continuar indo aos jogos’. Me desculpe, mas quem coloca futebol acima de princípios não merece credibilidade”, postou um torcedor athleticano.

Deputada pelo Paraná, Gleisi Hoffmann fez críticas contundentes ao treinador, e comparou o caso com as situações de Robinho e Daniel Alves, ex-jogadores condenados por estupro.

“É estarrecedor, na semana da mulher, saber que o Athletico Paranaense irá contratar Cuca, o homem que estuprou uma criança de 13 anos e que nunca pagou por isso. A condenação não difere em nada dos casos de Robinho e Daniel Alves, o crime é igualmente grave e chocante: a justiça da Suíça confirmou que havia sêmen do agressor no corpo da vítima!”, argumentou.

Outros torcedores do Athletico, por sua vez, comemoraram a possível chegada de Cuca. “Seja bem-vindo, Cuca. Se tiver feirro errado quem vai te julgar não sou eu, e sim Deus”, disse uma delas.

Veja também: Coritiba goleia o Cianorte e coloca um pé na semi do Paranaense; veja os gols