RB| Feijão da Fundação em Guaratuba

Neste sábado, o Café Curaçao, em Guaratuba/PR, será palco para a XVIII edição de uma das feijoadas mais badaladas do paí..

Neste sábado, o Café Curaçao, em Guaratuba/PR, será palco para a XVIII edição de uma das feijoadas mais badaladas do país que completa 18 anos de tradição.

A mais badalada feijoada do litoral paranaense, “Feijão da Fundação”, que reúne milhares de pessoas durante a temporada de verão, chega à sua XVIII edição.

Organizado pela Fundação Francisco Bertoncello, o evento, que tem à frente, Francisco Bertoncello Jr. acontece em Guaratuba, neste sábado, em uma mega estrutura montada no Café Curaçao, a partir das 12horas.

Para a edição de marca 18 anos de tradição, as atrações musicais ficam por conta das bandas de samba, pagode e samba-rock  Barba Nigra, Banda Terezo, Curte Aí, e dos DJS Maia e Gui Nóbrega.

O “Feijão da Fundação” se tornou, ao longo dos anos, evento obrigatório na programação de verão.

Unindo esta paixão gastronômica brasileira, que é a feijoada, com muita música e ambiente descontraído em prol de uma causa nobre, costuma terminar em festa, no melhor estilo grito de carnaval.

Uma das principais características do evento é o tom democrático da festa, que recebe pessoas de todas as tribos e até personalidades para aproveitar o dia de sol com muita música e animação.

O evento visa reunir fundos para manter em funcionamento a instituição, mantida pela Fundação Francisco Bertoncello, que abriga crianças órfãs ou em situação de vulnerabilidade pessoal e social, encaminhadas por órgãos competentes sob a tutela da Vara de Infância e Juventude.

“Chegamos com muita alegria aos 18 anos do Feijão da Fundação. Muita dedicação e muito trabalho, de amigos e voluntários, que a tornaram uma das feijoadas mais tradicionais e animadas do Brasil”, comenta Francisco Bertoncello Jr, responsável pelo evento.

Criada em 2003, a Fundação Francisco Bertoncello, foi organizada por um grupo de amigos.

O nome da fundação é uma homenagem ao empresário que iniciou os trabalhos voluntários no sentido de sua criação.

Como o primeiro objetivo (a construção do Lar) foi atingido, a manutenção dessa instituição é a nova meta. Atualmente, cerca de 30 crianças e adolescentes, de 0 a 12 anos, são assistidas pela casa lar.