Geral
Polícia fecha o cerco contra o tráfico de drogas em Curitiba e região
Foto: Divulgação/Polícia Civil

Polícia fecha o cerco contra o tráfico de drogas em Curitiba e região

Duas operações estão em andamento, contra quadrilhas que atuam no armazenamento e distribuição de entorpecentes.

Rafael Nascimento - quinta-feira, 27 de junho de 2024 - 07:24

Um grande contingente policial atua em duas operações contra o tráfico de drogas em Curitiba, Região Metropolitana e no Litoral, na manhã desta quinta-feira (27). Os alvos são quadrilhas que atuam no armazenamento e distribuição de entorpecentes, entre outros crimes correlatos.

Uma das ações foi deflagrada pela Polícia Rodoviária Federal, em conjunto com a Polícia Civil, em Curitiba, São José dos Pinhais e Araucária. Os policiais cumprem 19 mandados, sendo dez de busca e apreensão e nove de prisão temporária.

Os investigados entraram na mira das corporações em fevereiro deste ano, quando a PRF apreendeu mais de uma tonelada de maconha na BR-116. As investigações constataram que a quadrilha utilizava galpões na Região Metropolitana para armazenar as drogas, que posteriormente eram distribuídas em todo o Paraná, especialmente na região de Curitiba, além de São Paulo e Santa Catarina.

“A operação é resultado de um trabalho conjunto entre as duas forças policiais, que visa desmantelar a estrutura logística da organização criminosa e interromper o fluxo de drogas na região. A colaboração entre as instituições tem sido fundamental para o sucesso das investigações e para a execução dos mandados judiciais”, diz a PRF.

Repressão ao tráfico de drogas na Região Metropolitana e Litoral

A Polícia Civil realiza outra operação com foco na repressão ao tráfico de drogas na manhã desta quinta-feira (27), em Curitiba, Piraquara e em Paranaguá. Também há alvos em Balneário Camboriú, em Santa Catarina.

A quadrilha é investigada pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e lavagem de dinheiro. Conforme a polícia, o foco da ação é desarticular a estrutura financeira da organização, por meio da apreensão bens adquiridos com dinheiro ilícito.

São cumpridos sete de busca e apreensão, sete de prisão preventiva e um de sequestro de bens móveis. A operação tem apoio das Polícias Militar e Penal do Paraná.

Compartilhe