Aeroportos
Obras no Aeroporto de Foz do Iguaçu chegam a 60%
Jonathan Campos/AEN

Obras no Aeroporto de Foz do Iguaçu chegam a 60%

Investimento na infraestrutura é de R$ 370 milhões

Mirian Villa - sexta-feira, 21 de junho de 2024 - 11:13

Com cerca de 60% das obras de ampliação do Aeroporto de Foz do Iguaçu, na região oeste do Paraná, concluídas, o ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, visitou o terminal nesta semana. Uma das áreas visitadas foi a de check-in do aeroporto, que deverá começar a ser utilizada ainda este mês.

Gerido desde 2022 pela CCR Aeroportos, o terminal é o 2º mais movimentado do Estado e 5º da região Sul. No ano passado, mais de 1,8 milhão de turistas passaram pelo aeroporto, valor que representou crescimento de 28% na comparação com o ano anterior.

O sítio aeroportuário é a principal porta de entrada para um dos principais cartões-postais do Brasil: o Parque Nacional do Iguaçu. No total, a concessionária que administra o aeroporto vai aplicar cerca de R$ 370 milhões na infraestrutura local.

As intervenções vão permitir triplicar a capacidade operacional do terminal, passando de 2 milhões de passageiros ano para 6 milhões. Outra importante melhoria é a ampliação da pista de pouso e decolagem, ela será aumentada para 2.800 metros. A expectativa é que os trabalhos sejam finalizados em novembro.

Principais obras do Aeroporto de Foz do Iguaçu

As intervenções no sítio aeroportuário incluem duas etapas: lado ar e lado terra. O lado ar é composto pela área de movimento de um aeródromo e terrenos e edificações cujo acesso é controlado. Já o lado terra é formado pela área comum onde todos podem circular, como estacionamentos, áreas de lojas e quiosques no saguão do terminal de passageiros.

Lado Ar:

– Revitalização e ampliação da pista de pousos e decolagens;
– Adequações na faixa preparada;
– Construção, recuperação e adequação de nova taxiway;
– Bacia de contenção;
– Novo Pátio (ampliação de 8 para 13 posições).

Lado Terra:

– Reforma e ampliação do Terminal de Passageiros;
– Readequação de 4 pontes de embarque;
– Construção de um Terminal de Cargas Internacional e três Terminais de Cargas Domésticos;
– Realocação do Parque de Abastecimento de Aeronaves.

Compartilhe