Geral
Homem que matou defensor de casal homoafetivo é denunciado por homicídio e transfobia
(Foto: Reprodução/Bora Paraná)

Homem que matou defensor de casal homoafetivo é denunciado por homicídio e transfobia

Crime aconteceu em um ônibus de Curitiba, no dia 16 de junho

Brenda Iung - quarta-feira, 26 de junho de 2024 - 19:03

O Ministério Público do Paraná denunciou por homicídio e transfobia o acusado de ter assassinado um homem de 40 anos, que tentou defender um casal homoafetivo de agressões e ofensas em um ônibus de Curitiba. O caso aconteceu em 16 de junho.

O incidente aconteceu em um ônibus biarticulado da linha Santa Cândida-Capão Raso. O casal foi alvo de ofensas e agressões por parte do denunciado, de 40 anos, e seu sobrinho, um adolescente de 17 anos. Ao tentar defender o casal, a vítima foi brutalmente assassinada a facadas pela dupla. Segundo a denúncia, o acusado segurou a vítima enquanto seu sobrinho a esfaqueava, resultando em 16 ferimentos fatais.

A denúncia apresentada pelo Ministério Público inclui os crimes de homicídio qualificado (por motivo torpe, emprego de meio cruel e praticado mediante recurso que dificultou a defesa da vítima), corrupção de menor e transfobia (injúria transfóbica equiparada a racismo). Tais qualificações agravam a pena e ressaltam a gravidade dos atos cometidos.

O adolescente envolvido no crime também está detido, e seu processo corre sob sigilo na Vara da Infância e da Juventude, conforme previsto pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Relembre o caso

*Por: Rafael Nascimento

Um homem foi morto ao defender um casal de um ataque homofóbico em um ônibus do transporte público, em Curitiba. O caso ocorreu na noite deste domingo (16), no bairro Alto da Glória.

O crime foi registrado em um ônibus biarticulado que fazia a linha Santa Cândida/Capão Raso, em um trecho da Avenida João Gualberto, próximo à estação-tubo Maria Clara. Os autores do crime, que seriam tio e sobrinho, teriam perseguido o casal antes do ataque.

Um dos passageiros percebeu a situação e tentou intervir. Nesse momento, ele foi atingido por diversas facadas. Os golpes atingiram as costas e um dos braços da vítima.

Uma equipe da Polícia Militar, que patrulhava a região, acionou o socorro médico e conseguiu prender a dupla, que fugia sentido ao Passeio Público. O homem não resistiu aos ferimentos. Ele tinha 40 anos.

Ainda conforme a polícia, existe a suspeita de que os dois autores teria esfaqueado outra vítima, horas antes, na região da Praça Rui Barbosa, no Centro.

Um deles utilizava uma tornozeleira eletrônica. O outro detido é menor de idade. Eles foram detidos e encaminhados à delegacia de Polícia Civil, que investiga o caso.

Por meio de nota enviada ao Paraná Portal, a Urbs – Urbanização de Curitiba – que gere o transporte público na cidade, lamentou o ataque. A empresa informou que o ônibus possui câmeras e que vai disponibilizar as imagens para as autoridades policiais.

*Com Ministério Público do Paraná.

Compartilhe