Alta nos combustíveis: motoristas do Paraná já sentem no bolso novo reajuste

O reajuste passou a vigorar nesta quarta-feira (16), e já pela manhã a gasolina é comercializada a mais de R$ 6,00 em alguns postos de Curitiba.

Os motoristas do Paraná já sentem no bolso o novo aumento no preço dos combustíveis anunciado pela Petrobras. O reajuste passou a vigorar nesta quarta-feira (16), e já pela manhã a gasolina é comercializada a mais de R$ 6,00 em alguns postos de Curitiba.

Conforme o anúncio da empresa, divulgado ontem (15), o preço da gasolina vendido às distribuidoras foi reajustado em R$ 0,41. No caso do diesel, o aumento foi ainda maior, de R$ 0,78.

A reportagem percorreu alguns postos no início da manhã na região central e encontrou a gasolina comum sendo comercializada a partir de R$ 5,59. O aplicativo Menor Preço, do Governo do Estado, indica que alguns postos ainda vendendo o combustível a R$ 5,39, no bairro Mercês.

O valor médio da gasolina comum na manhã de hoje na Capital valia entre R$ 5,89 e R$ 6,24. Diante da alta variação, a dica aos motoristas é pesquisar antes de abastecer.

Por meio de nota enviada ao Paraná Portal, o Paranapetro (Sindicato dos Revendedores de Combustíveis e Lojas de Conveniências do Estado do Paraná) informou que os valores praticados pelos postos de combustíveis ao consumidor final dependem diretamente do repasse das distribuidoras.

“Trata-se de um aumento de grande proporção e os postos dependem do repasse das distribuidoras de combustíveis, uma vez que não podem comprar diretamente das refinarias. A velocidade e a proporção dos aumentos, portanto, dependem de como as distribuidoras vão repassar aos postos”, informa o Paranapetro.

Ainda conforme o órgão que representa os revendedores no estado, é comum que as distribuidoras transfiram aos postos as altas com grande agilidade, ao passo que demoram ou fracionam as baixas.