BR-277 liberada Morretes

37 toneladas de óleo vegetal se espalharam sobre as pistas; uma faixa foi liberada no sentido praias.

BR-277 interditada

Não há previsão de liberação da rodovia e grande quantidade de óleo na pista.

O veículo pesado está carregado com gasolina, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal, e houve um pequeno derramamento da carga.

A caminhonete pegou fogo após se envolver em um acidente com um caminhão; a rodovia chegou a ser totalmente bloqueada durante o atendimento.

O acidente ocorreu em um trecho de curva na Serra do Mar; após o tombamento, a carga de soja ficou espalhada pela pista.

Na última quarta-feira (8), engenheiros e geólogos do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) condenaram a rodovia.

A rodovia foi parcialmente liberada na noite de ontem pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), após um trecho apresentar rachaduras no pavimento.

Rachaduras apareceram na pista em decorrência das chuvas, conforme o órgão federal; a BR-277 é a principal ligação com o Porto de Paranaguá.

O trecho da rodovia que liga Curitiba ao Litoral do estado foi interditado a partir da 0h de hoje, e não há previsão de liberação.

Os serviços têm o objetivo de evitar que novos deslizamentos de terra e sedimentos ocorram e permitir a liberação do tráfego na rodovia com segurança.