O caminhão aparentemente transportava sacas de trigo, mas logo a equipe identificou o forte cheiro da droga vinda do compartimento de carga.

Os policiais identificaram que o caminhão estava com a carga mal amarrada e fizeram a abordagem; mais de quatro toneladas da droga estavam ocultas.

A situação aconteceu na noite deste domingo; ao se aproximar do caminhão, os policiais já notaram odor característico de maconha, e iniciaram as buscas.

O carro de luxo foi perseguido por cerca de 20 km, até o motorista perder o controle do veículo; ele transportava quase meia tonelada de maconha.

A apreensão ocorreu durante uma abordagem de fiscalização, após os policiais rodoviários federais notarem defeitos no sistema de iluminação da carreta.

Durante a fiscalização, os policiais rodoviários federais encontraram dezenas de tabletes da droga camuflados no banco traseiro e no porta-malas do veículo.

O veículo transportava quase uma tonelada da droga e foi perseguido por cerca de seis quilômetros, até o motorista perder o controle e cair num lago.

Essa foi a maior apreensão no Sul do país em 2023, com quase 4,5 toneladas de maconha e skunk, uma variação mais potente da droga.

O caminhão transportava material inflamável e se chocou contra as barreiras de contenção da praça de pedágio; a BR-277 está totalmente interditada no trecho.

O caminhão estava carregado com piche, que se espalhou pela rodovia; o trânsito flui em meia pista no local, conforme a PRF.