Municipal
Vereadores são condenados por compra de votos na campanha de 2020
Reprodução/Google Earth

Vereadores são condenados por compra de votos na campanha de 2020

As negociações ocorreram em um bar de Moreira Sales, na região central do Paraná

Mirian Villa - quarta-feira, 19 de junho de 2024 - 10:45

Dois vereadores de Moreira Sales, na região central do Paraná, foram condenados pela Justiça Eleitoral por compra de votos nas eleições de 2020. Ambos perderam os mandatos e se tornaram inelegíveis.

Segundo as investigações, a prática criminosa ocorreu em um bar do município, cujo proprietário seria o responsável pela intermediação com os eleitores. Ele chegou a ser preso em flagrante na época. Anotações com diversos nomes, acompanhados dos números do título de eleitor foram encontrados no local.

A apuração teve início em novembro de 2020, com o recebimento, pela Promotoria de Justiça de Goioerê, de denúncia anônima relacionada aos fatos. No curso das investigações, houve também a apreensão de R$ 3 mil em espécie, valor que estaria sendo usado para a compra dos votos.

Nas negociações, os vereadores prometiam de pagamento de dinheiro, gasolina e outras vantagens, geralmente a pessoas com baixo nível de escolaridade. As quantias eram pagas em duas parcelas, sendo a primeira antes do pleito e a segunda após a votação, com a conferência do número de votos obtidos em cada seção eleitoral.

Além da perda dos mandatos, a decisão judicial impôs aos vereadores a inelegibilidade e o pagamento de multa no valor de R$ 25 mil.

Condenados em 1ª instância, os dois parlamentares tiveram o recurso negado em acórdão proferido pelo TRE-PR (Tribunal Regional Eleitoral do Paraná), que manteve a condenação e a consequente cassação dos diplomas dos agentes políticos.

Compartilhe