Municipal
Vereadores de Curitiba sugerem alterações no binário da Mateus Leme
(Foto: Daniel Castellano/SMCS)

Vereadores de Curitiba sugerem alterações no binário da Mateus Leme

Moradores fizeram abaixo-assinado após mudanças

Pedro Melo - domingo, 30 de junho de 2024 - 15:00

Os vereadores de Curitiba aprovaram a sugestão do vereador Mauro Ignacio (PSD) para que a Prefeitura faça adequações no novo binário Mateus Leme x João Gava x Nilo Peçanha no bairro São Lourenço.

De acordo com Mauro Ignacio, moradores e motoristas reclamaram sobre a mudanças no trânsito no local. As sugestões já foram levadas para a Prefeitura de Curitiba.

As indicações são as seguintes:

  • Rua Evaldo Wendler passe a ter mão inglesa com duplo sentido de tráfego;
  • Linha Interbairros II passe pela rua Evaldo Wendler e não pela rua Joaquim de Matos Barreto;
  • Inversão de sentido da rua Joaquim de Matos Barreto, sentido Mateus Leme subindo para a rua Nilo Peçanha;
  • Ruas Rodrigo Otávio de Laangard Menezes Filho e Eugênio Guariza voltem a ter duplo sentido de tráfego;
  • Instalação de semáforo no cruzamento da rua Evaldo Wendler com rua Leonor Castellano e a rua Dona Branca do Nascimento Miranda;

Vale ressaltar que as indicações de sugestão dos vereadores são apenas recomendações para a Prefeitura de Curitiba. A administração municipal avalia e decide se acata, ou não, as propostas.

MORADORES PROTESTAM

Os pais de alunos do Colégio Marisa Santa Maria fizeram um abaixo-assinado contra as mudanças de trânsito por conta do binário.

“Além do perigo gerado pela simples utilização, especialmente nos horários de entrada e saída da escola, a velocidade Atingida pelos ônibus na rua – que é estreita e é uma descida – é motivo de grande preocupação para os pais e para a comunidade escolar”, diz trecho do abaixo-assinado.

Uma das críticas é que as mudanças com o binário complicou o acesso à escola por estudantes de quatro bairros: Ahú, Juvevê, Cabral e Alto da Glória. “Ao estabelecer a utilização da Rua Mateus Leme apenas no sentido Centro-Bairro, obstou o acesso direto a esses bairros sem que, necessariamente, sejam utilizadas as Ruas João Gava ou Nilo Peçanha, tanto para a entrada quanto para a saída da escola. E, com isso, não apenas agravou ainda mais o congestionamento na rua Mateus Leme nos horários de entrada e saída da escola, como aumentou a distância percorrida pelos alunos que moram nestes bairros”

PREFEITO DE CURITIBA RESPONDE

Na última quinta-feira (27), o prefeito de Curitiba Rafael Greca rebateu as críticas dos pais dos alunos. “Ninguém reclama do engarrafamento, quem reclama é a turma do Colégio Santa Maria, que queria pegar os filhos no meio da rua. Agora, um ônibus que vem de Almirante Tamandaré, ou do bairro Cachoeira, não pode ficar esperando mamães e papais recolherem seus filhos no meio da rua”, comentou.

Compartilhe