portos do paranáFoto: Rodrigo Felix Leal/SEIL

Portos do Paraná bate recorde de toneladas movimentadas

A movimentação de 65 milhões de toneladas era prevista somente para 2040.

A empresa Portos do Paraná, que administra os portos de Paranaguá e Antonina, no litoral do Estado, bateu um novo recorde de movimentação em 2023: foram 65.393.256 toneladas movimentadas.

O número é o maior já alcançado na história da instituição, fundada em 1935. O recorde anterior foi de 58.399.284 toneladas em 2022.

O anúncio foi feito hoje (08) pelo diretor-presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia, e o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex.

De acordo com o diretor-presidente da Portos do Paraná, as adequações em tempo de manobras de caminhões e trens, além de gestão interna, fizeram com que a empresa pública alcançasse o recorde.

“Estudos de mercado apontavam este volume de 65 milhões de toneladas movimentadas apenas para 2040, então superamos em 17 anos essa estimativa”, afirma Garcia.

“Este aumento de 12% de movimentação de 2022 para 2023 representa o compromisso do governo do Paraná com o setor produtivo”, completou o secretário Sandro Alex.

PORTOS DO PARANÁ BATE RECORDE

No segmento exportação foram 42.718.813 toneladas, um crescimento de 18% em relação ao ano anterior (36.058.499 toneladas).

Os destaques, no comparativo com 2022, foram para a exportação de soja, com 14.662.586 milhões de toneladas (47%); e açúcar, com 5.459.221 milhões de toneladas (27%).

Na importação o crescimento foi de 1%, passando de 22.340.785 toneladas para 22.674.442 toneladas.

O destaque foi para os fertilizantes, com 9.968.585 toneladas movimentadas, número semelhante a 2022 (9.990.983 toneladas). A Portos do Paraná é o maior canal de importação de fertilizantes do Brasil tendo, em 2023, representado 25% da movimentação nacional.