Agronegócio
Exportações pelo Porto de Paranaguá crescem em 2024
Foto: Claudio Neves/Portos do Paraná

Exportações pelo Porto de Paranaguá crescem em 2024

Mais da metade da movimentação nacional de soja no ano passou pelo principal porto paranaense.

Rafael Nascimento - terça-feira, 2 de julho de 2024 - 07:16

As exportações paranaenses via Porto de Paranaguá, no Litoral do Estado, acumulam alta em 2024. A movimentação de commodities cresceu 4% nos primeiros cinco meses, no comparativo com o mesmo período do ano passado.

Ao todo, 18,8 milhões de toneladas foram movimentadas pelo terminal – 715 mil a mais que em 2023. O volume contempla também as exportações pelo Porto de Antonina. Os dados são da Portos do Paraná, empresa que administra os terminais portuários paranaenses.

Os contêineres também apresentaram crescimento no acumulado do ano, passando de 232.566 TEUs em 2023 para 325.382 no período atual, com destaque para as cargas de carne congelada.

A movimentação geral, tanto de importação quanto de exportação, por sua vez, apresentou um crescimento de 8% no período em comparação ao ano passado, de 25.220.449 toneladas para 27.197.565 toneladas.

Na importação, houve um crescimento de 14% em relação a 2023, passando de 9.074.119 toneladas para 10.335.801 toneladas movimentadas este ano.

Principais commodities exportadas nos portos do Paraná

A commodity que apresentou maior movimentação em volume foi o grão de soja. Ao todo, 6.381.268 toneladas de soja foram movimentadas de janeiro a maio desse ano, contra 5.743.035 no ano passado – crescimento de 11%.

Segundo dados do Governo Federal, os portos paranaenses alavancaram metade do crescimento nacional em exportação de soja entre os meses de janeiro e maio deste ano. Das 1.183.261 toneladas a mais no Brasil este ano, 638.232 toneladas foram movimentadas pelo Porto de Paranaguá.

“Ou seja, mais da metade da movimentação nacional passou pelo porto paranaense. É um volume bastante expressivo e que mostra a eficiência das nossas operações”, destaca o diretor-presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia.

Além do crescimento em soja, o açúcar também se destaca na exportação. Entre os meses de janeiro e maio, o açúcar a granel passou de 1.086.008 toneladas, no ano passado, para 2.212.473 toneladas neste ano, um aumento de 104%.

O produto em sacas também apresentou crescimento de 143.913 toneladas, em 2023, para 293.510 toneladas, em 2024, representando também 104% a mais.

“O volume nacional de açúcar no período cresceu 61% em comparação ao ano passado e a cotação da tonelada média no período saltou de US$ 464/tonelada para US$ 520/tonelada. O açúcar está entre os únicos produtos da pauta de exportação do agronegócio, em 2024, com aumento em volume embarcado e em receita cambial simultaneamente”, avalia o diretor de Operações da Portos do Paraná, Gabriel Vieira.

Compartilhe