Agroindústria projeta US$ 800 mi em negócios após SIAVS 2022

Levantamento leva em conta os contatos estabelecidos durante o maior evento da avicultura e da suinocultura do Brasil.

O maior evento da avicultura e da suinocultura do Brasil (SIAVS), que ocorreu na última semana, em São Paulo, deverá ultrapassar os US$ 800 milhões em negócios para o agro nacional. A projeção é da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). 

Os números resultam exclusivamente da participação de 48 agroindústrias produtoras e exportadoras de carne de aves, suínos, ovos, lácteos, pato, peixes de cultivo e material genético durante o Salão Internacional de Avicultura e Suinocultura.

Conforme a ABPA, não são considerados no levantamento negócios fechados por expositores de equipamentos, ração, insumos biológicos, certificadoras e outros participantes do evento.

Segundo as empresas consultadas, os negócios realizados e os contatos estabelecidos durante o evento deverão resultar em US$ 880,3 milhões nos próximos 12 meses em exportações. Apenas nos três dias do evento, de acordo com as empresas associadas, os negócios estabelecidos alcançaram US$ 544,3 milhões.

Conforme a ABPA, o SIAVS atraiu para a capital paulista importadores dos mercados da Colômbia, Peru, Dinamarca, Coreia do Sul, Malásia, África do Sul, Filipinas, México, Tailândia, Nigéria, Iraque, Catar, República Dominicana, Alemanha e Estados Unidos, além de traders e outros tradicionais clientes dos produtos exportados pelo Brasil.

“O SIAVS foi um marco histórico para a cadeia produtiva de proteína animal sob diversos aspectos, seja político, técnico e comercial. Os números e as consultas mostraram que a promoção de negócios e o fomento à geração de receitas cambiais para as cadeias produtivas superou, e muito, as expectativas. O volume de negócios projetados e realizados nos corredores do Anhembi terá significativo impacto positivo na balança comercial da avicultura e da suinocultura do Brasil”, avalia o presidente da ABPA, Ricardo Santin.