Geral
Obras no Tarumã entram em uma nova fase nesta quarta-feira
(Foto: Daniel Castellano/SMCS)

Obras no Tarumã entram em uma nova fase nesta quarta-feira

O local recebe obras do Lote 4 do Novo Inter 2 e do Complexo Tarumã

Lorena Pelanda - terça-feira, 2 de julho de 2024 - 14:32

As obras viárias na Avenida Victor Ferreira do Amaral, no Tarumã, que está sendo modernizada para servir como corredor do transporte entre Curitiba e Pinhais, com ônibus elétricos, entra em nova fase.

Nesta quarta-feira (3), começa a implantação do novo sistema de drenagem no canteiro central. Para a execução do serviço, será necessário ampliar a interdição de passagem dos motoristas. Por um período de 53 dias, apenas uma das três faixas da via, em ambos os sentidos, vai ficar disponível aos motoristas no trecho entre as ruas Professora Olga Balster e Victorio Vizinoni.

A interrupção à passagem é necessária para a implantação de uma galeria, que deve evitar alagamentos na região. A nova estrutura de drenagem terá 140 metros de comprimento e a instalação vai exigir o uso de maquinários grandes, o que compromete a segurança da circulação dos motoristas.

Durante este período, para evitar transtornos, a Superintendência de Trânsito (Setran) orienta que os motoristas procurem rotas alternativas antes de sair de casa e evitem os trechos com bloqueio, se possível. Uma das opções de desvio é utilizar a BR-277, ou ainda as trincheiras das ruas Roberto Cichon/Agamenon Magalhães, no Cajuru, e a trincheira da Rua Fúlvio Alice, no Bairro Alto.

Quem não puder desviar do trecho em obras na Avenida Victor Ferreira do Amaral deve reduzir a velocidade e redobrar a atenção.

Agentes de trânsito estarão no local nos próximos dias para organizar o tráfego e orientar quem passar pela região.

PISTAS SIMPLES

Como a via está recebendo intervenções de dois grandes projetos de mobilidade urbana da Prefeitura de Curitiba, há outros pontos da via funcionando temporariamente em pista simples no Tarumã, o que exige a atenção e o planejamento de quem circula pela região.

No sentido Pinhais, uma faixa está livre para a passagem dos motoristas e duas faixas estão impedidas ao trânsito no trecho entre as ruas Dom Manuel da Silveira D’elboux e Eng. Antônio Batista Ribas, para a execução dos alargamentos.

No sentido Curitiba, há bloqueio de duas faixas em frente ao Ginásio Tarumã, também para a execução dos alargamentos.

No trecho entre o Shopping Jockey Plaza e o Ginásio Tarumã, há bloqueio de uma faixa para a execução de drenagem e alargamentos no canteiro central e duas faixas estão liberadas para a passagem dos veículos.

Rodrigo Araújo Rodrigues, secretário municipal de Obras Públicas, destaca que o conjunto de intervenções em execução na Victor Ferreira do Amaral provoca mudanças temporárias no trânsito, mas que são necessárias porque respondem a uma demanda intensa de tráfego em uma área de conexão com a região metropolitana, com impacto positivo na rotina de deslocamento de milhares de pessoas.

“Essas mudanças impactam a rotina das pessoas no momento, exigindo paciência e planejamento durante o período das obras. Essas intervenções visam elevar a Avenida Victor Ferreira do Amaral e toda a região a um novo patamar de infraestrutura urbana”, afirma Rodrigo Araújo Rodrigues.

AS OBRAS

A Avenida Victor Ferreira do Amaral está passando por obras do Lote 4 do Novo Inter 2 e do Complexo Tarumã. Para acomodar os ônibus elétricos, estão sendo requalificados 3.866 metros da via, divididos entre as duas pistas, no trecho entre as ruas Dom Manuel da Silveira D’Elboux e Professor Eduardo Correia de Lima. São 1.990 metros de intervenção na pista da direita e 1.876 metros na pista da esquerda.

A obra inclui a implantação de uma faixa extra dedicada ao transporte público, permitindo que o Inter 2, o Interbairros II e outras linhas de ônibus circulem sem competir com o tráfego geral, proporcionando viagens mais rápidas e beneficiando os usuários de ônibus.

O uso de ônibus elétricos na frota do transporte coletivo reduzirá a emissão de CO2, resultando em menor poluição e mais saúde para os cidadãos de Curitiba.

A revitalização também contempla novas calçadas, ciclovia, reforma e ampliação de pontos de estação-tubo, iluminação, sinalização viária e arborização.

Um novo sistema de drenagem será instalado para garantir a durabilidade da obra e evitar alagamentos. Após a conclusão das obras, a via terá um novo corredor verde com o plantio de espécies nativas, como o pau-ferro.

As obras, iniciadas em março, são realizadas trecho a trecho e têm previsão de término em abril de 2025. Atualmente, os trabalhos estão concentrados entre o Shopping Jockey Plaza e o Ginásio Tarumã, no sentido Curitiba e entre as ruas Dom Manuel da Silveira D’Elboux e Nivaldo Braga, no sentido Pinhais.

De acordo com a engenheira fiscal da obra na Smop, Bruna Buher, os próximos passos da intervenção são a continuidade dos alargamentos das pistas e os serviços de pavimentação em concreto e de paisagismo. “À medida que os trechos vão sendo executados, podem ser liberados novamente à passagem dos motoristas”, explica Bruna.

COMPLEXO TARUMÃ, EM CURITIBA

Na altura do viaduto Tarumã, as obras em andamento são as do Complexo Tarumã, para duplicação da estrutura que vai receber novas estações-tubo para a evolução da integração do transporte público, permitindo a integração temporal entre as linhas de ônibus que circulam na Linha Verde e as que conectam o Centro de Curitiba às cidades de Pinhais e Piraquara, além da requalificação de 12 vias da região, que formam as alças de acesso.

*Com Prefeitura de Curitiba

Compartilhe