Divulação

Festival de Curitiba: veja os destaques da 32ª edição

Os ingressos para assistir uma das 300 atrações custam até R$ 85

Começaram às 10h desta terça-feira (6) as vendas da 32ª edição do Festival de Curitiba. São mais de 300 atrações, com grandes nomes da dramaturgia, além de estreias nacionais e espetáculos gratuitos.

O Festival de Curitiba é considerado um dos maiores e mais importantes eventos de artes cênicas do País. A programação começa no dia 25 de março e segue até 7 de abril. Os ingressos custam até R$ 85, além das taxas administrativas.

Os ingressos estão disponíveis pelo site oficial do evento (www.festivaldecuritiba.com.br) ou na bilheteria física exclusiva no ParkShoppingBarigüi.

32ª edição do Festival de Curitiba 

Confira as novidades e a programação por mostras e eventos abaixo!

Mostra Lucia Camargo

Seguem na curadoria da Mostra Lucia Camargo, pelo segundo ano consecutivo,  a produtora e pesquisadora Daniele Sampaio, a atriz e diretora Giovana Soar e o dramaturgo e crítico teatral Patrick Pessoa, que selecionaram 22 espetáculos que representam a diversidade do atual cenário do teatro nacional.

Estarão em cartaz no Guairão, espetáculos consagrados, como “Traidor”, escrita por Gerald Thomas para Marco Nanini, em que o personagem conduz o espectador por uma espécie de fluxo de sua consciência; como também a estreia nacional de “Agora É Que São Elas”, com direção e texto de Fábio Porchat, em que as atrizes e comediantes Júlia Rabello, Maria Clara Gueiros e Priscila Castello Branco extrapolam a questão de gênero e se transformam em 20 personagens protagonistas de esquetes; bem como o sucesso “DUETOS, A Comédia de Peter Quilter”, peça encenada em mais de 20 países, com Patricya Travassos e Eduardo Moscovis; além do mais novo espetáculo de dança de Deborah Colker, “Sagração”, que adiciona sons e ritmos brasileiros à partitura de Igor Stravinsky e conta com a energia, vigor e originalidade da linguagem da premiada companhia.

Já o palco do Guairinha recebe “Mutações”, com Luís Melo, indicado aos Prêmios Shell e APCA, em uma investigação sensível do caos contemporâneo a partir de múltiplas linguagens, como teatro, cinema, música e artes plásticas; o novo espetáculo do Grupo Galpão, “Cabaré Coragem”, que leva o público em uma atmosfera engraçada e delirante e os artistas dançam, cantam e fazem números de variedades em um formato inovador; bem como “Tatuagem”, adaptação do longa-metragem contemplado com o Kikito de melhor filme, peça que já recebeu indicação ao Prêmio APCA como melhor direção e 6 indicações ao Prêmio Bibi Ferreira; e a estreia nacional de “O Fantasma de Friedrich”, da produtora Bife Seco, de Curitiba, em uma obra em parceria com o maestro e compositor Enzo Veiga, mestre em teatro musical pela New York University, com produções feitas na Off-Broadway em Nova Iorque.

No Teatro da Reitoria, o espetáculo “Ana Lívia”, com texto de Caetano Galindo, que marca a volta da respeitada atriz Bete Coelho ao Festival de Curitiba, ao lado de Georgette Fadel, em uma concepção artística limpa, precisa e despida de enfeites; o solo musical “Azira’i”, com quatro indicações ao Prêmio Shell, que aborda a relação entre uma filha e sua mãe; e o Corpo de Dança do Amazonas com “TA | Sobre Ser Grande”, trazendo um dos mais respeitados grupos de dança do Norte do país, mantendo uma programação artística com repertório diverso, como um patrimônio imaterial reconhecido nacionalmente; bem como o drama musical “O Que Nos Mantém Vivos?”, indicado ao Shell de Melhor Direção e ao APCA de Melhor Espetáculo, dá seguimento à montagem ‘’O que Mantém um Homem Vivo?’, que estreou em 1973 no Teatro Oficina, celebrando os 65 anos da companhia que Renato Borghi fundou ao lado de  Zé Celso.

O SESC da Esquina recebe o aclamado “Macacos”, que trata sobre a urgência da vida negra no Brasil e que traz o ator Clayton Nascimento junto aos prêmios Shell e APCA por sua atuação; além do musical “Leci Brandão – Na Palma da Mão”, que conta a trajetória de uma das maiores artistas brasileiras, que já foi assistido por um público estimado de mais de 5 mil pessoas em apenas 40 apresentações.

Já o Teatro Paiol será o local de dois dos mais comentados e elogiados espetáculos da atualidade, o teatro documentário de “Meretrizes”, que resulta de um trabalho de quase 1 ano com dezenas de profissionais do sexo, mesclando teatro e piano ao vivo; e o contemporâneo “Minifesto Transpofágico”, que já circulou por 9 países, em que a atriz, diretora e ativista Renata Carvalho faz questionamentos de como as pessoas enxergam o corpo travesti.

No Teatro Zé Maria, a dramédia “Meu Corpo Está Aqui”, um espetáculo baseado nas experiências pessoais de atrizes e atores PCDs, em que, em cena, eles falam abertamente sobre seus relacionamentos, seus corpos, seus desejos; o contemporâneo e elogiado “Todas as Coisas Maravilhosas”, que celebra os 40 anos de carreira do ator Kiko Mascarenhas, em um monólogo de grande sucesso de público e críticas; o drama musical manauara “Cabaré Chinelo”, sucesso que traz relevância política ao falar da outra face da belle époque no Amazonas; e a estreia nacional de “Três Luzes”, monólogo com Cássia Damasceno, escrito pela atriz e o cineasta Aristeu Araújo, marcando a primeira experiência do montador e diretor de filmes na direção teatral.

Ainda, na Mostra Lucia Camargo, os espetáculos “Apenas O Fim do Mundo”, do Grupo Magiluth, que completa 20 anos e será encenado no Palácio Garibaldi, contando a história de um homem que regressa à casa de seus familiares para lhes dar a notícia de sua morte próxima; e a performance-ritual “ÜHPÜ”, no Museu Paranaense, em uma transmutação corporal conduzida pelos xamãs em diálogo com os ancestrais, concebido a partir de experiências xamânicas com os indígenas Ye’pá Mahsã (Tukano) e Huni Kuin, direto do estado do Amazonas.

Fringe

Com parte de sua programação gratuita e acessível a todos os públicos, a mostra ocupa teatros, praças, parques e ruas de Curitiba e Região Metropolitana, com mais de 285 espetáculos, produzidos por aproximadamente 1800 artistas e técnicos vindos de 12 estados do Brasil e de outros países, como Argentina, Peru, Chile e Bolívia, sendo 38 deles apresentados de forma gratuita. 

O Fringe é uma mostra que não passa pela curadoria do Festival, nela, companhias de teatro, circo, música, dança e outras vertentes artísticas participam por meio de cadastro voluntário, separadas por “Mostras”, “Espetáculos de Rua” e pelo “Circuito Independente”. Neste ano, o Fringe contará com atrações vindas de todas as cinco regiões do Brasil e promoverá a sua segunda edição da “Rodada de Conexões”, que reúne e aproxima curadores e programadores de festivais e salas de teatro de todo o Brasil com companhias presentes no Fringe e, também, grupos radicados em Curitiba.

Mostra Temporada de Musicais 

Outra grande novidade na 32ª edição do Festival de Curitiba é a “Mostra Temporada de Musicais”, que ocupará o Teatro Positivo com quatro grandes montagens. Entre algumas das atrações já confirmadas, estão os sucessos “Ney Matogrosso – Homem com H – O Musical”, espetáculo com texto de Emílio Boechat e Marília Toledo, que homenageia o cantor camaleônico Ney Matogrosso, vivido no palco por Renan Mattos, que venceu o prêmio Destaque Imprensa Digital 2022 e foi indicado ao APCA, ambos na categoria de melhor ator; como também “Silvio Santos Vem Aí”, que homenageia o maior apresentador da TV brasileira, com a participação de personagens icônicos como Gugu Liberato, Hebe, Elke Maravilha, Wagner Montes, Bozo, Pedro de Lara entre outros, com músicas que marcaram essas décadas e animaram os programas de auditório. Outras duas grandes atrações serão divulgadas em breve.

Mostra Surda de Teatro

Outra novidade na edição de 2024, seguindo a importante acessibilidade à arte é a “Mostra Surda de Teatro”, que celebra o protagonismo de artistas surdos, apresentando a cultura e expressão artística em Libras. A mostra foi convidada para apresentar sete atrações no TUC – Teatro Universitário de Curitiba -, com espetáculos e performances como os dramas “Sede de Sangue”, do Recife – PE; “Dois Perdidos: A Língua Não Dita Numa Relação”, de São Carlos – SP; e “Surdo, Logo Existo”, de Curitiba; além das comédias “UFC UNIÃO FORÇA DA COMÉDIA: Mimico Putz x Palhaço Surddy”, de Macapá – AP e Recife – PE;  “Um Perfume Pra Te Conquistar”, de Florianópolis – SC; bem como as experimentais curitibanas “Espaços” e “Visualinguas”.

Guritiba 

Projeto cultural e social que ocorre durante todo o ano e tem seu pontapé durante o Festival de Curitiba, tem como foco a democratização do acesso à arte para crianças, adolescentes, educadores e famílias. Em 2024, o programa acontece de 26 de março até 7 de abril, com uma programação especial com espetáculos para toda a família. 

Nesta edição, no Teatro Bom Jesus, o premiado espetáculo “Valentim Valentinho”, ganhador do Prêmio APCA 2023 de Melhor Direção na categoria Infanto-juvenil, que narra a história de um menino prestes a completar 11 anos e que sonha em ganhar ‘coragem’ de presente de aniversário; e “Itan e Tal”, do Grupo Baquetá, premiado como Melhor Iluminação em 2023 com o Troféu Gralha Azul, que conta a história de uma menina preta que adora cantar, brincar e cria um jogo chamado “Mundo Invertido das Palavras”, em que descobre que seu nome ao contrário é itaN. Antes dos espetáculos, o “Muralzinho de Ideias” traz brincadeiras e atividades artísticas para todos. Além disso, durante o período do Festival de Curitiba diversas ações levarão cultura, divertimento e educação de forma lúdica à diversas instituições sociais da região, com os espetáculos “Rádio Girolê”, “O Terreno Baldio”, “No Armário não Cabe Ninguém” e “Ynari: A Menina das Cinco Tranças”.

MishMash 

Mostra de variedades artísticas e performáticas que diverte famílias inteiras com números de malabarismo, mágica, mímicas, circo, palhaçaria, música, entre outras vertentes, ocorrerá 6 e 7 de abril, no Viasoft Experience – Universidade Positivo, com direção do experiente Ricardo Nolasko e curadoria de Pedro de Freitas e  Rafael Barreiros, o Palhaço Alípio, que já confirmam a presença como Mestre de Cerimônias da cantora e atriz Alessandra Maestrini.

Risorama

 Mantendo sua tradição em formato de um grande comedy club com os maiores nomes do humor do país, em apresentações com serviço de bar ao público, cujo anfitrião é Diogo Portugal, um dos precursores do stand-up no Brasil, o Risorama chega em sua comemorativa 20ª edição, trazendo humoristas de destaque da televisão, da internet e dos palcos. O mais tradicional festival de humor nacional ocorre de 28 de março a 2 de abril, no Viasoft Experience – Universidade Positivo, com nomes já confirmados como Danilo Gentili, Marlei Cevada, Igor Guimarães, Patrick Maia, Diguinho Coruja, Dra. Rosangela, Ed Gama, Nany People, Afonso Padilha, Matheus Ceará, entre outros.

Gastronomix 

O primeiro evento artístico e gastronômico ao ar livre do país, que une programação de música instrumental, artes cênicas e gastronomia, com curadoria do estrelado Chef Celso Freire. Com a participação de restaurantes nacionais e internacionais, o evento utiliza gastronomia sustentável e fornecedores locais para diminuir ao máximo os impactos ambientais. Na programação, aulas-show e atividades para toda a família. O Gastronomix ocorre nos dias 6 e 7 de abril, das 11h às 18h, na Universidade Positivo, anexo ao lago e ao Espaço de Eventos.