Esportes
Coritiba: Com 96%, sócios aprovam venda da SAF por R$ 1,3 bi

Coritiba: Com 96%, sócios aprovam venda da SAF por R$ 1,3 bi

Com a aprovação dos torcedores, resta apenas um passo para a concretização do negócio: a Recuperação Judicial.

Vinicius Cordeiro - quarta-feira, 31 de maio de 2023 - 14:17

A maioria dos sócios do Coritiba aprovou a venda da SAF (Sociedade Anônima de Futebol) para a Treecorp Investimentos, gestora de investimentos em empresas. A votação aconteceu de forma online nesta quarta-feira (31). 

Foram 8.505 votos, sendo que 8.172 foram favoráveis à SAF. Isso representa 96,41% dos votos válidos. 

304 associados, o que dá 3,59% dos votos, foram contrários. Além disso, 17 associados votaram nulo e outros 12 votaram em branco.

“Esse percentual tão expressivo nos dá a solidez necessária para concluir esse processo com muita convicção. Esse processo se iniciou em março de 2022. Entendemos que foi um negócio bastante importante para o Coritiba, que pode colocar o clube em destaque no âmbito desportivo do futebol brasileiro e dará a infraestrutura para que possamos desempenhar bem”, celebrou o presidente em exercício, Glenn Stenger.

Anunciada neste mês, a venda da SAF do Coritiba é de 90% do capital do clube-empresa por um investimento superior a R$ 1,3 bilhão nos próximos 10 anos.

Ontem a maioria do Conselho do Coritiba havia aprovado o negócio. Dos 187 votos, foram 184 a favor, dois contra e com uma abstenção.

Com isso, resta apenas um passo para a oficialização do negócio: a Recuperação Judicial ter o aval da juíza. Apesar da decisão não ter estimativa de tempo, a SAF deve estar em funcionamento no Coritiba até o fim de junho.

Na prática, a Treecorp já trabalha nos bastidores do clube do Alto da Glória. A demissão de Lucas Drubscky, então head esportivo do Coxa, e a chegada do CEO Carlos Amodeo e o diretor Artur Moraes deixam claras as movimentações no Alviverde.

Além disso, também houve o afastamento de cinco jogadores – entre eles o zagueiro Jhon Chancellor e o atacante William Pottker – e as demissões do preparador físico Rodrigo Monginho, do fisiologista Luiz Novack e da nutricionista Marla Martins.

SAF DO CORITIBA

No dia 9 de maio, o Coritiba anunciou a assinatura do contrato com a Treecorp, gestora de investimentos em empresas, na venda da SAF (Sociedade Anônima de Futebol). 

90% do capital do clube-empresa foi negociado por um investimento superior a R$ 1,3 bilhão nos próximos 10 anos.

Segundo os valores divulgados pelo clube, serão:

  • R$ 270 milhões destinados para a quitação das dívidas
  • R$ 100 milhões para um novo Centro de Treinamento
  • R$ 500 milhões para reforma do estádio Couto Pereira
  • R$ 450 milhões para ‘operação’ (reforços e capital de giro)

Os investidores terão todo o controle sobre o futebol, como a contratação de jogadores e membros da comissão técnica e a montagem do planejamento.

Segundo o jornalista Rodrigo Capelo, que adiantou valores da negociação no ge, o Coritiba colocou em contrato que a Treecorpo deverá gastar por ano um mínimo de R$ 120 milhões ou 50% da receita, o que for maior, em “investimento em futebol”. Isso se refere à folha salarial e contratações.

No entanto, o orçamento mínimo poderá ser reduzido em caso de rebaixamento para a Série B.

Compartilhe