Economia
Preço do leite subiu 5,86% em maio no Paraná
Arnaldo Alves/AEN

Preço do leite subiu 5,86% em maio no Paraná

Na comparação com o mesmo mês de 2023, os itens estão mais baixos

Mirian Villa - quinta-feira, 20 de junho de 2024 - 13:05

No mês de maio, dois dos principais derivados lácteos ficaram mais caros no varejo do Paraná: o leite em pó e o leite longa vida, que subiram 1,61% e 5,86%, respectivamente.

No entanto, quando comparados a maio de 2023, os valores estão 5,73% e 4,71% mais baixos. As informações são do Boletim de Conjuntura Agropecuária elaborado pelos técnicos do Deral (Departamento de Economia Rural).

O documento, referente ao período de 14 a 20 de junho, informa que o maior custo de produção e o volume de captação de leite reduzido nessa época do ano costumam contribuir para elevar os preços pagos aos produtores do Paraná, o que, consequentemente, faz com que o consumidor pague mais caro no supermercado.

Segundo o Deral, é provável que a alta ainda se estenda inverno adentro, o que pode limitar a demanda e diminuir o espaço desses alimentos na mesa da população. Com a previsão de um frio menos rigoroso e com os menores preços dos grãos em 2024, é provável que os aumentos sejam contidos, diminuindo o risco de atingir patamares como os de 2022, quando o preço do litro de leite longa vida chegou a R$ 6,96 na média estadual, durante o auge da estação.

Outros itens

O plantio de trigo chegou a 91% das áreas, a frente do registrado para o mesmo período em 2023, apesar da seca que atinge boa parte do Paraná e dificulta o avanço da semeadura em algumas áreas. A seca também tem se mostrado bastante prejudicial para algumas lavouras, a se destacar os problemas de germinação desuniforme.

Em relação a produção de milho, o Estado deve fechar a safra com uma produção superior a 14 milhões de toneladas. Com o avanço da colheita é razoável uma revisão para baixo da estimativa de produção. Já a carne de frango apresentou o seguinte desempenho (número de cabeças abatidas e volume de carne produzida em toneladas): 550,742 milhões / 1,182 milhão.

Compartilhe