Petrobras anuncia nova política de preços de combustíveis

Na prática, a medida encerra a paridade de preços do petróleo com o dólar e o mercado internacional, e pode alterar valores da gasolina e diesel.

A Petrobras anunciou nesta terça-feira (16) uma nova política de valores da gasolina e diesel. A medida encerra a paridade de preços do petróleo com o dólar e o mercado internacional.

Conforme a nova estratégia comercial, os reajustes continuarão sendo feitos sem periodicidade definida, evitando o repasse para os preços internos da volatilidade conjuntural das cotações internacionais e da taxa de câmbio.

“Nosso modelo vai considerar a participação da Petrobras e o preço competitivo em cada mercado e região, a otimização dos nossos ativos de refino e a rentabilidade de maneira sustentável”, afirma o diretor de Logística, Comercialização e Mercados da Petrobras, Claudio Schlosser.

Com o fim da paridade com o valor internacional do petróleo, a Petrobras deverá usar como refências de mercado o custo alternativo do cliente, como valor a ser priorizado na precificação, e o valor marginal para a Petrobras.

“O custo alternativo do cliente contempla as principais alternativas de suprimento, sejam fornecedores dos mesmos produtos ou de produtos substitutos, já o valor marginal para a Petrobras é baseado no custo de oportunidade dadas as diversas alternativas para a companhia dentre elas, produção, importação e exportação do referido produto e/ou dos petróleos utilizados no refino”, explicou a empresa, em comunicado oficial.

A Petrobras justificou, ainda, que a medida irá proporcionar maior flexibilidade para praticar preços competitivos.

“Com essa estratégia comercial, a Petrobras vai ser mais eficiente e competitiva, atuando com mais flexibilidade para disputar mercados com seus concorrentes. Vamos continuar seguindo as referências de mercado, sem abdicar das vantagens competitivas de ser uma empresa com grande capacidade de produção e estrutura de escoamento e transporte em todo o país”, destaca o Presidente da Petrobras, Jean Paul Prates.