itaipu binacional, itaipu, usina, hidrelétrica, trabalhadores, salários, sindicato, brasil, paraguai, tarifa, energia elétrica, Nilton Rolin-ItaipuNilton Rolin/Itaipu

Trabalhadores de Itaipu vão à Justiça para garantir salários e benefícios

Impasse entre o governo brasileiro e paraguaio travou o orçamento de 2024 da usina

Uma ação protocolada nesta segunda-feira (22) busca garantir na Justiça o pagamento de salários e benefícios atrasados, como 13° e férias, para os trabalhadores de Itaipu Binacional.

O processo é movido pelo Sinefi (Sindicato dos Eletricitários de Foz do Iguaçu).

Segundo consta na ação, o salário deve ser pago até quinta-feira (25). O 13º, que deveria ter sido pago no último dia 12, deve ser quitado até 31 de janeiro.

Efetivamente, o que já está atrasado é o pagamento de férias dos trabalhadores brasileiros de Itaipu Binacional.

Com o impasse entre Brasil e Paraguai sobre a tarifa de energia elétrica, o país vizinho acionou um mecanismo que travou o orçamento de 2024.

O Brasil quer manter a tarifa em US$ 16,71 por kW, enquanto o Paraguai insiste em um valor próximo de US$ 20,75 por kW, o que representaria um aumento de quase 25%.

Procurada pela reportagem, a hidrelétrica Itaipu Binacional não se pronunciou sobre o caso.